Palestra”No mar português também há microplásticos para todos os gostos” (Drª Diana Rodrigues)

Esta palestra decorreu no âmbito do projeto Osos ( Open Schools for Open Socities): “Environmental recovery of our coast – Sustainability of the environmental and historical / cultural heritage of the surrounding area of Barreiro” e teve como objetivo aprofundar o nosso conhecimento sobre a temática dos microplásticos na nossa costa.

Agradecemos à Dr.Diana Rodrigues, cientista e investigadora do tema microplásticos, por partilhar a excelente investigação realizada na zona da Arrábida com os alunos da nossa escola…

Além de analisar os microplásticos na água, esta investigadora também estuda estas partículas no sedimento e nos peixes. As Bogas fazem parte da sua investigação na tese de doutoramento.

Aprendemos que a solução não é fácil e passa por adotarmos um consumo mais consciente, mudando alguns hábitos menos sustentáveis .. esta mensagem será passada também aos pares e pais.

Dizer não aos plásticos descartáveis, reciclar as cápsulas de café, não utilizar produtos de higiene com microplásticos, foram algumas das medidas referidas.

Pequenos gestos, fazem grandes diferenças nas nossas águas, PENSEM NISSO!

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Palestra sobre Microplásticos

Os microplásticos estão na ordem do dia…sabemos que são partículas muito pequenas que provem de plástico. Estarão as nossa águas contaminadas com estes produtos? Qual a proveniência destas parttículas?

Estas e outras questões serão respondidas pela Drª Diana Rodrigues, investigadora desta temática e que vem partilhar connosco o seu trabalho de investigação nesta área. Participem.

Green Newsletter nº12

Conselho Ecoescolas 2018/2019

 No dia 20 de fevereiro de 2019 realizou-se o Conselho Ecoescolas. 
Tivemos a presença de Entidades exteriores à escola, nomeadamente  os representantes da CMB, Sofia Victória e da Junta de Freguesia do Lavradio/Barreiro, Sérgio Correia. Também presentes o Diretor do Agrupamento,Luís Latas, Coordenadores, Professores, Funcionários, representantes da Associação de Pais e Alunos envolvidos.
A reunião iniciou-se com o visionamento de um vídeo realizado por um aluno de 6ºano, Rodrigo Pereira, sobre o que é o programa ecoescolas. 
O coordenador Luís Pinto apresentou um breve resumo dos trabalhos realizados no ano anterior e a professora Helena Pires apresentou os projetos que estão a ser realizados este ano no âmbito do Programa Ecoescolas. Ainda deu a conhecer o blog e a Green Newsletter onde estes trabalhos podem ser acompanhados por toda a Comunidade.

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional.

O que é para ti o Programa Ecoescolas?

Vídeo realizado por um aluno de 6.º ano, Rodrigo Pereira, para responder a esta questão.

Estação de Tratamento de Águas e Resíduos (ETAR) Barreiro-Moita

Após o visionamento de um pequeno vídeo explicativo sobre esta Estação fizemos o percurso pedonal pela mesma. Aqui ficamos a compreender todos o processo que as águas residuais sofrem antes de serem devolvidas ao rio Tejo.

Ainda, compreendemos que os resíduos são reaproveitados para fazer composto de jardim e uma parte é aproveitada para produzir biogás que serve a própria ETAR.

Recolha de lixo da praia Barra-a-Barra

Após o almoço na praia aproveitamos para recolher algum lixo…nomeadamente plásticos, garrafas e outros como pode ver nas fotos.

Visita de estudo à SGLCarbon (antiga Fisipe) e à ETAR Barreiro-Moita

No dia 13 de fevereiro visitámos a única fábrica de fibra têxtil e fibra de carbono a laborar em Portugal. Aqui produz-se a matéria prima para os têxteis e também a fibra de carbono agora muito utilizada em carros elétricos e bicicletas devido à sua leveza.

Ficamos a conhecer as preocupações ambientais desta Indústria como forma a minimizar o impacto ambiental local.

Não foi possível tirar fotos por questões de segurança no interior da fabrica onde observamos o processo de produção e coloração dos fios. Os resíduos são reaproveitados e a água resultante da produção segue para a ETAR antes de ser lançada ao rio Tejo.

Palestra e workshop com a Sociedade Portuguesa de Botânica

O que é a lista vermelha? Quais as plantas que estão vulneráveis ou em perigo? Como ajudar? Como apadrinhar este projeto? Visite o site da Sociedade Portuguesa de Botânica e contribua assim para este projeto…
http://www.spbotanica.pt/#apadrinhe

http://www.spbotanica.pt/#apadrinhe

Estas e outras questões foram respondidas pela Patrícia Silva…Os presentes ficaram a conhecer o projeto da construção do Livro Vermelho da Flora vascular Portuguesa, que, caso se reunam as condições, será publicado em maio deste ano.

Allium Ericetorum- Lista Vermelha da Flora Portuguesa